PROXIMO TEMA: MOLHO DE TOMATE





10 outubro 2010

Para os chocólatras de plantão


Foto: Google
Domingo chuvoso, friozinho, pede uma comida, que eu chamo de comida confortante. Em outras palavras CHOCOLATE! Okay uma sopinha cremosa cai bem também, mas o chocolate fala por si só.
O chocolate é uma das fontes mais antigas de energia. Segundo pesquisas o chocolate vem sendo usado como bebida desde o começo dos tempos. A civilização maia já cultivava o cacau, fruta essa que eles extraiam as sementes, temperavam, geralmente com baunilha e pimenta e faziam uma bebida chamada de xocoalt. Bebida essa que eles acreditavam combater o cansaço e quando consumida em rituais religiosos, trazia sabedoria, pois era um alimento enviado pelos deuses. Resíduos de chocolate encontrados em uma peça de cerâmica de Río Azul, na Guatemala, sugerem que já utilizado como bebida desde 400 d.C.
Em novembro de 2007, um grupo de arqueólogos descobriu vestígios de uma plantação de cacau datada de 1100 a 1400 a.C, em Puerto Escondido Honduras. Pelo tipo de recipiente e resíduos encontrados, concluiu-se que se produzia uma bebida alcoólica através da fermentação da parte branca dos frutos.
O cacau era tão valorizado na América pré-colombiana que seus grãos eram usados como moeda e após a colonização como forma de pagar os impostos.
O chocolate só foi apresentado para a Europa após a derrota dos Astecas por Cortez no fim do sec. XVI e passou a ser consumidos pelas cortes européias em forma de bebida.
Em 1657, em Londres, na Inglaterra, foi inaugurada a primeira chocolataria e em 1689, na Jamaica, o famoso médico e boticário Hans Sloane desenvolveu uma bebida a base de leite e chocolate. Inicialmente usada por boticários e mais tarde vendida para os irmãos Caldbury.
A forma do chocolate só foi mudar após a revolução industrial, ganhando assim a forma que tem hoje.
Foto: Google

“O chocolate tem lugar cativo na história das colonizações: foi o primeiro sabor americano a ganhar uma boa clientela européia. É uma primazia considerável, se pensarmos na santíssima trindade das plantas avidamente incorporadas ao gosto do Velho Mundo – o chá e o café também foram adotados com prazer, mas o cacau chegou na frente.” Revista de historia da Biblioteca Nacional Edição 43 abril  2009
O chocolate possui vários tipos.

Foto: Google

Amargo: que é feito com os grãos torrados sem adição de açúcar ou leite e deve ter no mínimo 35% de cacau, segundo normas européias.
Chocolate ao leite: leva leite ou leite em pó na sua convecção e deve ter no mínimo 25% de cacau em sua composição, segundo normas européias.
Couverture: é o chocolate rico em manteiga de cacau, utilizados pelos profissionais chocolateiros. Possui 70% de cacau e 40% de gordura.
Chocolate branco: é feito com manteiga de cacau, leite, açúcar e lecitina. O chocolate branco foi inventado na suiça após a 1ª guerra mundial, mas só foi divulgado nos anos 80 pela Nestlé.
Além de tudo isso o chocolate também traz benefícios para a saúde. Além de ser ricio em vitaminas do complexo B, calcio, vitaminas E e C, estudos recentes mostram o cacau possui uma considerável ação antioxidante e quando consumido diariamente (o chocolate amargo gente)ocorre uma pequena diminuição na pressão sangüínea. No entanto o consumo demasiado dos outros tipos de chocolate, como o chocolate ao leite ou branco, o efeito pode ser inverso devido a quantidfade de açúcar e gorduras.
Muitos também acreditam que o chocolate é afrodisíaco, mas isso acontece devido a liberação de serotonina no hipotálamo que transmite um sensação de prazer. Mas não é essa a idéia?
Na gastronomia o chocolate é muito usado na confecção de doces, tortas, bolos biscoitos, mousses etc, mas pode também ser usado em pratos salgados como Mole poblano (prato da gastronomia tipica mexicana), molho para carnes de caça e outros.
Atendendo ao pedido de uma leitora e amiga Lucia hoje vou passar a receita de uma calda de chocolate super versátil. Essa calda pode ser usada para coberturra de bolos e tortas, sorvete e até mesmo como fondue de chocolate. Vou também passar uma receita da Nigella de um brownie de chocolate sem farinha MARAVILHOSO! Uma excelente pedida para o dia das crianças.

Fonte da pesquisa: Google, Wikipédia.


Foto: Google
Ganache de chocolate

300 ml de creme de leite fresco rótulo azul ( eu particulamente adoro o Ecila chantilly)
300 gr de chocolate meio amargo ( eu particularmente uso o Amaro da Lacta)
10 ml de licor ou conhaque ou whisky opcional

Preparo:

Rale o chocolate e reserve. Em uma panela aqueça o creme de leite fresco sem deixar ferver, apenas frevilhar. Apague o fogo e some o chocolate. Mexa bem até que a mistura esteja encorporada e homogenea. Some o licor.
Como as medidas são um pra um pode ser feito na quantidade desejada.

Brownies de chocolate sem farinha

225 gr de chocolate amargo, se puder 70% cacau
225 gr de manteiga
2 colheres de chá de essência de baunilha
200 gr de açúcar
3 ovos batidos
150 gr de amêndoas moídas
100 gr de nozes

Preparo:

Pré aqueça o forno a 200°C . Em uma panela de fundo pesado, derreta o chocolate e a manteiga em fogo baixo.
Tire a panela do fogo, some a baunilha e o açúcar e deixe esfriar um pouco.
Some então os ovos, as amêndoas e as nozes. Transfira a mistura para uma assadeira quadrada de 24 cm.
Asse por 25 a 30 minutosou até que a masa esteja firme por cima e ainda cremosa por dentro. Espere esfriar e corte em quadradinhos.
Rende 16 quadrados. – Fonte “Nigella Express receitas rápidas e saborosas. Ediouro 2 ª edição”
Cubra os brownies com a ganache que fica delicioso!
OBS:Essa receita não gruda na assadeira, mas caso você não tenha ou não queira nozes e amêndoas a receita dá certo, mas ai então vai grudar.

2 comentários:

  1. Bem chique.....
    com whisky UAU;;;;

    ResponderExcluir
  2. Que delícia, Carol!!!!! Hmmmmm fiquei com água na boca... a torta de morangos também já está na minha lista. heheh
    beijos!

    ResponderExcluir